Argumentos de autoridade: como funcionam?

Para deixar seu texto ainda mais consistente e embasado em quem entende do assunto, nada melhor do que usar argumentos de autoridade. Também conhecidos como Interdisciplinaridade, esses argumentos mostram ideias associadas ao tema e à discussão que você levantou, ressaltando e reforçando seu posicionamento.

Deve ter uma fonte confiável, não vale inventar um pensador X ou Y e achar que ninguém vai procurar saber se ele existe. Professor pode não saber tudo, mas sabe o principal: usar o Google. É facílimo saber se esse argumentador existe ou não.

Instituições de Pesquisa ou de Informação também valem, mas os dados apresentados têm de ser precisos.

Mas, professora, como vou lembrar de um bom argumento na hora da prova? Leitura é a resposta que você procura, jovem. Leia bastante, assista a filme e séries que sejam de conteúdo relevante, leia sites e jornais de notícias e com o texto você vai criando uma reserva de argumentos que consideramos “coringa”, aqueles que se encaixam em diversos temas e você usa em qualquer discussão levantada na sua produção textual.

Exemplo de argumento de autoridade:

“O cinema nacional conquistou nos últimos anos qualidade e faturamento nunca vistos antes. ‘Uma câmera na mão e uma ideia na cabeça’ – a famosa frase-conceito do diretor Glauber Rocha – virou uma fórmula eficiente para explicar os R$ 130 milhões que o cinema brasileiro faturou no ano passado”.

Boa escrita!00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *