8ºs anos

Casos particulares
Anexo, incluso, junto, leso
Concordam com a palavra a que se referem:
Remeto-lhe anexas as certidões.
Remeto-lhe anexo o mapa.
Remeto-lhe inclusas as procurações.
Remeto-lhe inclusa a procuração.
Seguem juntas as faturas.
Segue junta a fatura.
Os parnasianos eram réus de lesa-independência.

Anexas, seguem as fotocópias pedidas.
Observação:
→ EM ANEXO – é invariável:
Remeto-lhe em anexo as certidões.
→ JUNTO, funcionando como advérbio
(juntamente) ou compondo locução prepositiva (junto com, junto de) é invariável.
Junto, remeto-lhe as certidões.
As mercadorias seguem junto com as fotocópias.

Pseudo/alerta/menos
Pseudo (prefixo grego usado como adjetivo),
menos e alerta, advérbios, são invariáveis:
Os vigias estavam alerta.
Sempre desprezou os pseudoprofetas.
Há menos alunas do que eu imaginava.
→ Observação: Apenas o advérbio todo pode ser flexionado:
Os meninos chegaram todos molhados.
A menina chegou toda (ou todo) molhada.
PSEUDO (prefixo): hifen antes de H — R
— S — Vogal.

Mesmo/próprio/obrigado
Concordam com a palavra a que se referem:
Ele mesmo, ela mesma.
Eu próprio, ela própria.
O rapaz disse “Muito obrigado”.
A moça disse “Muito obrigada”.
→ Observação: Mesmo, quando significa de fato, realmente, é invariável:
Ela fará mesmo parte da banca examinadora.

Só — Sós — A Sós
→ Só, empregado como adjetivo, significando «sozinho, desacompanhado, solitário, único», deve concordar em número com a palavra que modifica:
Pedro e Teresa partiram sós.
Maria passeou só.
→ Empregado como advérbio, com o sentido de «somente, apenas, unicamente», permanece invariável.
Só eles tiveram coragem.
Vocês só fizeram isso?
→ Observação: A sós é invariável.
Ex.: Gostaria de ficar a sós por uns momentos.

Quite — Quites
Quite (= livre, desobrigado), adjetivo, deve concordar com o nome a que se refere:
Eu e você estamos quites.
Você está quite com o serviço militar?

Meio — meia
Concordam, normalmente, com o substantivo a que se referem:
Compramos meio quilo de alcatra.
É meio-dia e meia. (hora)
→ Observação: Meio, advérbio, é invariável.
Encontrei-a meio triste. Eles estavam meio nervosos.

proibido, é bom, é necessário
Nos predicados nominais em que ocorre o verbo SER mais um adjetivo, formando expressões do tipo é bom, é necessário, é proibido, é claro etc., há duas construções:

1) Se o sujeito não vem precedido de artigo, ou qualquer modificador, a expressão fica invariável, portanto, no masculino.
É necessário organização.
É proibido entrada. Entrada é proibido.

2) Se o sujeito vem precedido de artigo, ou qualquer modificador, a expressão concorda normalmente com o sujeito.
É necessária a organização.
É proibida a entrada. A entrada é proibida.

Bastante — bastantes
Bastantes → Adjetivo = muitos/as
Bastante → Advérbio = muito
Bastantes alunos vieram à aula. (= muitos)
Há bastantes apartamentos para alugar. (= muitos)
Há vários dias chove bastante. (= muito)
Chove há bastantes dias. (= muitos)
As alunas são bastante esforçadas. (=muito)

O mais … Possível/ Os mais … possíveis
A expressão o mais (menos, maior, menor, melhor, pior) possível, fica invariável, a não ser que o artigo esteja no plural, caso em que o adjetivo possível também vai para o plural:
Vencia obstáculos o mais difíceis possível.
Vencia obstáculos os mais difíceis possíveis.
Vencia obstáculos o mais possível difíceis.
Vencia obstáculos os mais possíveis difíceis.

 

Está aí moçada o restante do conteúdo, agora é só estudar…

Abraço,

Prof. Jack

Publicado por

Jackelini

Sou professora, amo o que faço, não me conformo com o mundo onde vivo e por isso leciono...

2 comentários sobre “8ºs anos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *