Estudo Livro 1808 – Como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal e do Brasil

Mapa Arguquest

A VINDA DA FAMÍLIA REAL PORTUGUESA PARA O BRASIL

DISCUSSÃO LIVRO 1808

A fuga da família real portuguesa para o Rio de Janeiro ocorreu num dos momentos mais apaixonantes e revolucionários do Brasil, de Portugal e do mundo. Guerras napoleônicas, revoluções republicanas, escravidão formaram o caldo no qual se deu a mudança da corte portuguesa e sua instalação no Brasil.
O propósito deste maravilhoso livro, resultado de dez anos de investigação jornalística, é resgatar e contar de forma acessível a história da corte lusitana no Brasil e tentar devolver seus protagonistas à dimensão mais correta possível dos papéis que desempenharam duzentos anos atrás. Escrita por um dos mais influentes jornalistas da atualidade, Laurentino Gomes ‘1808’ é o relato real e definitivo sobre um dos principais momentos da história brasileira.

Como estratégia para aprofundar nosso debate sobre o processo de Independência do Brasil, tema parte do currículo deste  terceiro bimestre das turmas de 8º ano. Usaremos este fascinante leitura como pano de fundo para desenvolvermos nossa discussão sobre os reflexos dos acontecimentos narrados no livro na trajetória histórica brasileira.

Abaixo segue um conjunto de documentos e instruções para o desenvolvimento desta atividade:

 

Documento 3

” A cerimônia era aberta a toda a população, que vinha fazer pedidos diretamente ao rei. Mais de 100 pessoas eram recebidas por dia. Entravam uma de cada vez na sala do trono, ajoelhavam-se diante de D.João e, de olhos baixos, comunicavam em voz alta o seu pedido. Em seguida, beijavam-lhe a mão e deixavam seus requerimentos por escrito ao lado do trono. Estes requerimentos eram lidos e despachados no dia seguinte.  O beija-mão era o momento em que os habitantes do Brasil aproximavam-se di rei para expor seus problemas e pedir favores. Era uma prática fundamental, pois o sistema de governo – a monarquia absoluta – não previa nenhuma outra forma de representação da vontade dos súditos, tudo dependia do favor do rei, desde a concessão de um cargo público até a licença para estabelecer uma manufatura.”

1- Refletir a respeito da seguinte questão:

A cerimônia do beija-mão foi uma prática fundamental do governo de D. João VI no Brasil. Ela se caracterizava pelo favorecimento pessoal, ou seja, cabia ao governante decidir quem teria e quem não teria seus pedidos atendidos, o que muitas vezes era definido por um acordo de vantagens mútuas.

O problema da corrupção no Brasil é caso de cultura ou de polícia?

A Formulem uma “tempestade” de perguntas relacionadas ao problema da corrupção no brasil, suas origens e características:

Confira aqui seu Mapa de Perguntas.

Confira aqui seu Mapa Argumentos

Mapa Arguquest

 

75 pensamentos em “Estudo Livro 1808 – Como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal e do Brasil”

    1. Não. É uma questão mais cultural do que política. A corrupção existe antes mesmo da independência do Brasil. Temos vários aspectos da corrupção por exemplo: a favelização e a diferença socias

    2. Não. Nós vivemos reclamando da corrupção, mas também estamos envolvidos nesse meio corrupto. Essa “troca de favores” não é apenas praticada pelos políticos, estamos praticando a corrupção sem ao menos percebermos.

    3. Não se pararmos para pensar o que significa a palavra corrupção, vemos que muitas das coisas que estão ao nosso redor São corruptas, como o simples fato de colar em uma avaliação escolar!!

    4. Não.Corrupção é um problema de todos nós, por exemplo quando cometemos alguma infração no trânsito e para não recebermos uma multa muito alta pagarmos um dinheiro “por fora ” ao policial,isso também é uma forma de corrupção mas mais comum nos nossos dias.A corrupção não está só em Brasília com os políticos está com cada um de nós.

  1. Até quando todos tivermos noção de que a corrupção não é apenas onde estão os políticos e sim em todos os atos em que tiramos proveito de pessoas e coisas não pertencentes a nós

  2. Se os políticos que acusamos corruptos tivessem feito sua parte corretamente, mas também nos roubado, será que iríamos encobrilo ou iriamos lutar para a real melhora de governo?

  3. Certamente que não; pois se nós não fizermos nossa parte,principalmente mudando a educação para que os próximos políticos saiabam que a corrupção apenas destrói nosso país, como poderemos falar algo de mal contra a corrupção sendo que nos não fizermos nada.

  4. Coisas “básicas”podem ser consideradas corrupção?Como por exemplo colar na prova ou pagar um dinheiro a um policial pra ele não aplicar alguma multa.

  5. Não,pois várias atitudes que cometemos no cotidiano são consideradas corrupção como por exemplo:colar na prova,suborna alguém para ter favores especiais essas atitudes são consideradas corrupção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *