Entendendo mais sobre a Síndrome de Asperger

Embora os portadores dessa patologia apresentem características bem próprias assim como limitações no que diz respeito ao aspecto social e interativo também é preciso ressaltar que são, normalmente, portadores uma inteligência acima da média além de criatividade. Mesmo assim é de extrema importância que a família assimile adequadamente qual é o seu papel na formação de uma criança portadora da Síndrome de Asperger pois somente assim será assisti-la da maneira correta e da forma ideal. Entendendo o seu papel a família poderá mais facilmente auxiliar a criança, provendo segurança e compreendo quais são as angústias, os medos, as necessidades e todos os demais fatores que influenciam diretamente sobre o modo muito particular com que agem os portadores da síndrome. Vale lembrar ainda que por mais que durante anos a SA tenha sido muito comparada e associada ao autismo clássico, existem estudos que as diferenciam principalmente nos aspectos referentes à comunicação, linguagem e também na interação social. Essa diferença de características quando comparado com o autismo clássico então é o que leva com que muitas famílias tenham dificuldade na identificação dos sintomas e daí então a demora de procurar um profissional para o diagnóstico. Obviamente que não é uma tarefa fácil enfrentar todas as dificuldades resultantes da criação de uma criança com a Síndrome de Asperger mas certamente as barreiras podem ser diminuídas e as distâncias encurtadas com trabalho, carinho e dedicação, sem falar nos profissionais capacitados. O mais importante que a família de um portador dessa patologia deve saber é que é interessante para a criança que os seus relacionamentos sejam sempre estabelecidos de uma maneira mais natural. Para isso a sociedade, a família e a escola devem trabalhar em conjunto incluindo, respeitando e aceitando o portador da Síndrome de Asperger no convívio social e nas atividades diárias, garantindo os seus direitos. Importante lembrar que um desses direitos, que por sinal é inalienável e igualitário, é o direito à educação, assegurado pela nossa constituição sendo dever da escola adaptar-se para receber essa criança ou qualquer outra com qualquer outro tipo de deficiência. Por fim cabe dizer que é essencial para que a criança portadora da Síndrome de Asperger ter o diagnostico o mais precocemente possível para se desenvolver plenamente com o auxílio da família em integração com a escola e profissionais da saúde. Espero que esse material tenha sido de grande ajuda para você e tenha conseguido responder suas dúvidas e anseios. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *