COORDENADAS DE VIDA – Samuel Fontoura Amodeu T:62

New York, 26 de abril de 2018, 11:45.

Caro leitor, meu nome é Hill Robson, tenho 17 anos e estou estudando em Columbia University – nome estranho para um colégio, né?

Voltando a história, sabe aqueles dias que tem tudo pra serem bons, namorada bonita, notas boas, etc? Então, esse dia foi o contrário. Conheci um militar chamado Jhon no seu pior momento, pelo menos que eu pensava que poderia ser, conhecer a morte. Sim, tinha uma pessoa morrendo do lado do colégio e ninguém viu – pelo que ou por quem eu não sei…

Ele estava com um buraco na perna esquerda, tentei chamar ajuda mas tinha deixado meu celular em casa e ninguém passava por ali. Tentei enfaixar sua perna com meu casaco mas não adiantou muito, então ele me falou uns números estranhos:

– L: 40.6643, L:-73.938-5 40º39’51N 73º56’12″oest…

E morreu. Depois de alguns dias sem dormir, pesquisei na internet e descobri que aqueles números eram coordenadas que levavam ao centro da cidade.

Fui até lá para vero que era mas não encontrei nada, até que avistei uma estátua e nos pés dela havia uma maleta com um livro que continua informações sobre um vírus geneticamente modificado.

Me assustei na hora, o vírus estava em fase de teste e sendo aplicado em animais para ver seu comportamento. Essa droga não os afetou, então passaram para a segunda etapa: aplicar em humanos.

No livro havia um fundo falso com uma dose daquilo. Eu fiquei desesperado, sem saber o que fazer ou em quem confiar, então decidi levá-lo pra casa e não contar para ninguém.

No outro dia chegaram umas pessoas de preto em casa. Era o FBI. Estavam procurando pelo vírus, tenho certeza. Como me acharam? Não sei.

Eles começaram a revistar, olhar, bagunçar, quebrar tudo. Pelo jeito era realmente importante. Eu havia escondido, porém não dentro de casa. Quando eles foram embora, parecia que a poeira havia baixado. Percebi que eles tinham escondido micro câmeras lá.

No dia seguinte peguei uma gota daquela seringa e levei para o laboratório da universidade, para analisar. Descobri ser um vírus cancerígeno, que em menos de um mês poderia matar mais de zilhões de pessoas se caísse nas mãos erradas.

Espera aí. E se já tivessem colocado na comida, pessoas, água?

Então, no dia seguinte, ligo a TV:

– NOTÍCIA URGENTE: PESSOAS DO MUNDO INTEIRO ESTÃO MORRENDO SEM MOTIVO. 60% DA HUMANIDADE ESTÁ MORTA.

Continua…

Colocação Pronominal

A colocação dos pronomes oblíquos átonos se dá de três formas:

  1. Próclise: o pronome se posiciona antes do verbo.
  2. Mesóclise: o pronome se posta ao meio do verbo.
  3. Ênclise: o pronome se coloca após o verbo.

Usamos PRÓCLISE:

– Palavras ou expressões negativas: não, nunca, jamais, nada, ninguém, nem ou de modo algum. Exemplo: Nada me perturba.

– Conjunções subordinativas: quando, se, porque, qual, conforme, embora ou logo que. Exemplo: Quando se trata de falar em inglês ele é um expert.

– Pronomes Relativos, Demonstrativos e Indefinidos. Exemplos: A pessoa que me ligou era minha colega. (relativo) – Isso me traz alegria. (demonstrativo) – Alguém me ligou? (indefinido)

 

Usamos MESÓCLISE:

– Acontece quando o verbo está flexionado no futuro do presente ou no futuro do pretérito, mas sem palavra atrativa.

Exemplos: A prova aplicar-se-á na semana que vem.

 

Usamos ÊNCLISE:

– Quando o verbo iniciar uma oração. Exemplo: Diga-me o que pensas sobre o resultado.

– Quando o verbo estiver no infinitivo. Exemplo: Quero convidar-te para o meu aniversário.

– Quando o verbo estiver no imperativo afirmativo. Exemplo: Sigam-me, por favor.

– Quando o verbo estiver no gerúndio. Exemplo: A menina desatenta argumentou fazendo-se de boba.

– Quando houver pausa antes do verbo ou vírgula. Exemplo: Se não for muito tarde, encaminho-me à empresa agora.

Leia mais aqui.

 

VAMOS PRATICAR?

Corrija as orações incorretas.

a) Rapidamente atendem-nos se formos simpáticos.
b) Te chamei há horas.
c) Quanto mais o critica, menos ele trabalha.
d) Quantos disseram-te a mesma coisa?
e) Queria lhe dizer que não posso ir à reunião de amanhã.
f) Ninguém vai te ouvir.
g) Continuo elogiando-lhe o seu comportamento.
h) Teria me dado tudo se eu fosse fiel.
i) Isto traz-me boas recordações.
j) Quem me dera!
k) Acordem-me quando chegarem.
l) Chegou à casa e se trancou no quarto.

 

Resposta aqui.