Arquivo da categoria: Classes Gramaticais

VERBOS – Parte I

Oi, meus amores!!!

Hoje nós vamos falar sobre VERBOS, aquela palavrinha que indica ação, estado ou fenômeno da natureza. Partiu?

ESTRUTURA DO VERBO

Do ponto de vista estrutural, o verbo divide-se da seguinte forma:

  • Radical: é a parte de maior sentido no verbo.

Ex: Ouvir – ouv; falava – fal; esclarecer – esclarec

  • Vogal temática: vogal que se une ao radical para conjugar os verbos. O resultado dessa união se chama TEMA;

Ex: Ouvir – i; falava – a; esclarecer – e

1.ª conjugação abrange os verbos cuja vogal temática é A: argumentar, dançar, sambar.
2.ª conjugação abrange os verbos cuja vogal temática é E e O: escrever, ter, supor.
3.ª conjugação abrange os verbos cuja vogal temática é I: emitir, evoluir, ir.
  • Desinências: são responsáveis por indicar o tempo e modo, pessoa e número;
  1. Desinência modo-temporal: é o elemento que designa o tempo e o modo do verbo. Por exemplo:

    falávamos (indica o pretérito imperfeito do indicativo.)
    falasse (indica o pretérito imperfeito do subjuntivo.)

  2. Desinência número-pessoal: é o elemento que designa a pessoa do discurso (1ª, 2ª ou 3ª) e o número (singular ou plural). Por exemplo:

    falamos (indica a 1ª pessoa do plural.)
    falavam(indica a 3ª pessoa do plural.)

CLASSIFICAÇÃO DOS VERBOS

Classificam-se em:

a) Regulares: são aqueles que possuem as desinências normais de sua conjugação e cuja flexão não provoca alterações no radical. Por exemplo:

CANTAR

canto
cantei
cantarei
cantava
cantasse

b) Irregulares: são aqueles cuja flexão provoca alterações no radical ou nas desinências. Por exemplo:

FAZER

faço
fiz
farei
fizesse

Fique ligado que logo tem mais!

Colocação Pronominal

A colocação dos pronomes oblíquos átonos se dá de três formas:

  1. Próclise: o pronome se posiciona antes do verbo.
  2. Mesóclise: o pronome se posta ao meio do verbo.
  3. Ênclise: o pronome se coloca após o verbo.

Usamos PRÓCLISE:

– Palavras ou expressões negativas: não, nunca, jamais, nada, ninguém, nem ou de modo algum. Exemplo: Nada me perturba.

– Conjunções subordinativas: quando, se, porque, qual, conforme, embora ou logo que. Exemplo: Quando se trata de falar em inglês ele é um expert.

– Pronomes Relativos, Demonstrativos e Indefinidos. Exemplos: A pessoa que me ligou era minha colega. (relativo) – Isso me traz alegria. (demonstrativo) – Alguém me ligou? (indefinido)

 

Usamos MESÓCLISE:

– Acontece quando o verbo está flexionado no futuro do presente ou no futuro do pretérito, mas sem palavra atrativa.

Exemplos: A prova aplicar-se-á na semana que vem.

 

Usamos ÊNCLISE:

– Quando o verbo iniciar uma oração. Exemplo: Diga-me o que pensas sobre o resultado.

– Quando o verbo estiver no infinitivo. Exemplo: Quero convidar-te para o meu aniversário.

– Quando o verbo estiver no imperativo afirmativo. Exemplo: Sigam-me, por favor.

– Quando o verbo estiver no gerúndio. Exemplo: A menina desatenta argumentou fazendo-se de boba.

– Quando houver pausa antes do verbo ou vírgula. Exemplo: Se não for muito tarde, encaminho-me à empresa agora.

Leia mais aqui.

 

VAMOS PRATICAR?

Corrija as orações incorretas.

a) Rapidamente atendem-nos se formos simpáticos.
b) Te chamei há horas.
c) Quanto mais o critica, menos ele trabalha.
d) Quantos disseram-te a mesma coisa?
e) Queria lhe dizer que não posso ir à reunião de amanhã.
f) Ninguém vai te ouvir.
g) Continuo elogiando-lhe o seu comportamento.
h) Teria me dado tudo se eu fosse fiel.
i) Isto traz-me boas recordações.
j) Quem me dera!
k) Acordem-me quando chegarem.
l) Chegou à casa e se trancou no quarto.

 

Resposta aqui.

PRONOMES

Os pronomes representam a classe de palavras que substitui o substantivo, retoma-o ou a ele se refere. A maioria dos pronomes não possui significado isolado, sendo dependente do contexto para exercer sentido.

Os pronomes possuem uma forma específica para cada pessoa do discurso – com exceção dos pronomes interrogativos e indefinidos – e são variáveis em gênero, número e grau.

Existem sete tipos de pronomes na língua portuguesa: pronomes pessoais, pronomes de tratamento, pronomes interrogativos, pronomes relativos, pronomes indefinidos, pronomes possessivos e pronomes demonstrativos.

Pronomes Pessoais

Substituem os substantivos, referindo-se diretamente a pessoa do discurso. Esses pronomes variam conforme a função que possuem na oração.

Caso Reto:

Exerce função de SUJEITO ou PREDICATIVO DO SUJEITO.

  • 1ª pessoa do singular: eu
  • 2ª pessoa do singular: tu
  • 3ª pessoa do singular: ele, ela
  • 1ª pessoa do plural: nós
  • 2ª pessoa do plural: vós
  • 3ª pessoa do plural: eles, elas

Eu viajei por todo o mundo.

Tu és especial para mim!

Ele é um grande amigo.

Nós somos irmãos de coração.

Vós sois pessoas estudiosas.

Elas amam estudar.

ATENÇÃO! Na língua formal, não utilizamos os pronomes pessoais de caso reto em frases como: “Vi ele na padaria”, “Encontrei com ela no sábado”, “Trouxeram nós até aqui”. Utilizaremos os equivalentes pronomes oblíquos.

Caso Oblíquo

Os pronomes de caso oblíquo exercem função de complemento verbal ou complemento nominal.

Pronomes pessoais: caso reto, oblíquos átonos e oblíquos tônicos

Fonte: Brasil Escola

 

Não há mais nada entre mim e ti.

Quero conversar contigo.

Fernanda, disseram-te isso?

Vi-o na padaria.

Encontrei-a no sábado.

Trouxeram-nos até aqui.

Não vá sem mim.

ATENÇÃO! Não utilizamos MIM antes de verbos. “Trouxeram vestidos para eu provar”, ” Não vá sem eu mandar”, “A professora deu lição para eu fazer”.

Pronomes de tratamento

Fonte: Blog do Unicom

Pronomes interrogativos

São utilizados na formulação de perguntas. Referem-se à 3ª pessoa do discurso, sempre de modo impreciso.

Que: 

Quem fez o almoço?

Quem trouxe essa boneca?

Quem é o dono dessa mochila?

Que: 

Não sei o que é isso.

O que aconteceu ontem?

Que blusa é essa em sua mão?

Qual: 

Qual é sua cor favorita?

Quais amigos você quer convidar para a festa?

Qual seu nome?

Quanto: 

Quanto você gastou ontem?

Quantos gatos você tem?

Quanto custa uma flor?

Pronomes Relativos

São os pronomes que referem-se aos nomes já mencionados anteriormente.

Resultado de imagem para pronomes relativos

Fonte: Esmero e Sensibilidade

O racismo é um sistema que afirma a superioridade de um grupo racial sobre outros.

Não sei o que você está querendo dizer.

Quem casa, quer casa.

Visitei o sítio de titia, o qual me deixou encantado!

Este é o menino de quem lhe falei.

Esse colar, cujo valor é inestimável, foi encontrado ontem.

Ele fez tudo quanto pode para salvá-lo.

A casa onde moro tem sete quartos.

Sinto falta de quando morávamos juntas.

A sala estava cheia de meninos que bagunçavam.

Pronomes Indefinidos

Referem-se à 3ª pessoa do discurso, dando sentido vago ou expressando quantidade indeterminada.

Fonte: Amigo Pai

Dinheiro algum trará sua família de volta.

Certas pessoas não sabem amar.

Nenhum estudante se pronunciou sobre a prova.

Poucos entendem a complexidade da vida.

Cada um escolheu onde iria sentar.

Pronomes Demonstrativos

Resultado de imagem para pronomes demonstrativos

Fonte: Guia Russo e Norueguês

Vista esta blusa (aqui).

Vista essa blusa (aí).

Vista aquela blusa (lá).

Vista isto (aqui).

Vista isso (aí).

Vista aquilo (lá).

Também aparecem como pronomes demonstrativos: mesmo(a), próprio(a), o, a, semelhante, tal.

São as mesmas pessoas que atendemos ontem.

Não leia semelhante obra.

Tal era a solução do problema.

Não ouvi o que disseste.

Pronomes Possessivos

Resultado de imagem para pronomes possessivos

Fonte: Português Dominado

Essa mochila é minha.

Trouxeste teu livro?

Ela escrevia sua redação com entusiasmo.

Nosso pai disse que deveríamos esperar.

Vossa mãe é boa pessoa.

Seus amigos são fantásticos!

Mais em:

Só Português

Exercícios I

Exercícios II

Quizz I

Quizz II

Quizz III

E aí, captou? Mande suas dúvidas nos comentários!

 

ADJETIVOS

Chamamos de ADJETIVOS as palavras da classe gramatical que caracteriza, qualifica, exprime defeitos, origem e estado do ser.

Os adjetivos classificam-se da seguinte forma:

  1. Explicativo: indicam qualidade essencial do substantivo;

Ex: pedra dura, gelo frio, neve gelada, mar salgado

2. Restritivo: indicam qualidade ocasional do substantivo, que é mutável;

Ex: cabelo comprido, pedra pequena, menina bonita

3. Simples: formado por um único radical;

Ex: camisa verde, camisa clara, olho azul

4. Composto: formado por mais de um radical;

Ex: camisa verde-clara, olho azul-escuro

5. Pátrio ou gentílico: nacionalidade, origem de um povo;

Ex: amapense, catarinense, gaúcho, brasileiro

6. Primitivo: tem apenas um radical e não recebe afixo. Não tem origem em outra palavra;

Ex: vestido novo, garoto triste

7. Derivado: formado a partir de um substantivo, verbo ou adjetivo;

Ex: menino bondoso, dor abdominal

Os adjetivos sofrem flexão de gênero, podendo ser UNIFORMES (com uma única forma, como INTELIGENTE) ou BIFORMES (sofrendo variação de acordo com o sujeito, como BOM/BOA).

Os adjetivos também sofrem flexão de número (singular ou plural) e de grau.

A flexão de grau ocorre da seguinte maneira.

Resultado de imagem para grau dos adjetivos

Fonte: Os Meninos da C

Existem também as locuções adjetivas, que são formadas por duas ou mais palavras com valor de adjetivo.

Ex: menino de coragem, sorriso de anjo, gastos do mês, prova do bimestre

Teste seus conhecimentos:

Exercícios online

E aí, entendeu? Me mande suas dúvidas nos comentários e bora lá estudar!

 

Substantivos

Chamamos de substantivos a classe gramatical que dá NOME aos seres, objetos, fenômenos, estados, lugares, sentimentos e ações.

Seres: Pedro, Luísa, Paulo, Manuela, avô, avó, mãe, pai, cão, vaca;

Objetos: mesa, cadeira, televisão, bolsa, quadro, caneta, apontador, carro, bicicleta, computador;

Fenômenos: chuva, sol, vento, ventania, furacão;

Estados e sentimentos: alegria, tristeza, honestidade, sinceridade, paz;

Lugares: Lisboa, Porto Alegre, Brasil, escola, casa, parque;

Ações: viagem, correria, corrida, pescaria.

Os substantivos podem ser classificados da seguinte forma:

fonte: Questões Estratégicas (https://www.questoesestrategicas.com.br/resumos/ver/substantivos)

Os substantivos flexionam em GÊNERO, NÚMERO E GRAU.

Gênero: 

  • Uniforme: jacaré, estudante, dentista, motorista, indivíduo, vítima
  • Biforme: gato/gata, menino/menina, homem/mulher, bode/cabra

Curiosidade: quando a palavra usada para formar o feminino possui um radical diferente, como HOMEM/MULHER e BODE/CABRA, chamamos de HETERÔNIMO.

Número:

  • Singular: pai, vaca, hotel, caracol;
  • Plural: pais, vacas, hotéis, caracóis.

Grau:

  • Aumentativo: casa – casarão, mulher – mulherona, copo – copázio, dente – dentuça
  • Diminutivo: rio – riacho, casa – casebre, livro – livrinho, casa – caseta

Teste seus conhecimentos:

E aí, captou? Me conta o que achou nos comentários!