Guerras Frias e Quentes em Tempos Modernos

As coisas não andam nada bem entre EUA e Coreia do Norte. O líder coreano – terceiro na sucessão após a divisão das Coreias em 1953, Kim Jong-Un, tem feito críticas severas sobre as ações dos Estados Unidos. Após ataque à base militar na Síria, o coreano ditador fez menções negativas às intervenções realizadas pelo presidente Donald Trump. Há uma sensação no ar de déjà vu, ou seja, algo que já foi visto no mundo e pode acontecer novamente. Estados Unidos e Rússia estão em desacordo sobre os ataques na Síria, e a Coreia, agora, pode ser a bola da vez. Guerra Fria e Guerra Quente (essa ideia de Guerra Quente foi criada em meio aos conflitos no Vietnã, pois foi durante a Guerra Fria) talvez reapareçam na história. Assim, o mundo passa por indecisões constantes e perigosas, porque há tanta bomba de grande porte de destruição que estão prontas a ser detonadas. Desta forma, reviver a Guerra Fria no século XXI é muito danoso à humanidade.

Resultado de imagem para kim jong un army

Kim Jong-Un e seus soldados.

 

donald trump

Donald Trump e as incertezas do novo governo estadunidense.

 

President of Russia Vladimir Putin holds an emergency cabinet meeting in the Kremlin. Photo from AWD News.

Vladimir Putin: amigo ou inimigo dos EUA?

 

Resultado de imagem para Bashar al assad

Bashar Al Assad, o líder sírio que está envolvido numa guerra civil com mais de 400 mil mortos e 4,5 milhões de pessoas que foram obrigadas a deixar seu país para não morrerem.

Autor: Anderson

Formado em História pela PUC-SP e estudante de Geografia da USP. É professor no Colégio Adventista de Mogi das Cruzes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *