O pH da Água- continuação – 9º ano

Essa questão do pH da água é bem polêmica, á estudiosos que afirmam que o pH mais apropriado para a água de consumo é um leve pH alcalino, mas outros estudiosos afirmam que não importa o pH da água porque o nosso corpo tem mecanismos reguladores que equilibram o pH do sangue e que o pH da água não o altera. É muito confuso tudo isso, mas e você? O que você acha sobre isso? qual a sua opinião? E quanto a poluição dos lagos, mares rios e oceanos? Como fica o pH de águas poluídas ou contaminadas?

Agora é a sua vez, cada blogueiro deve elaborar 3 argumentos, um que seja contra a questão levantada, um que seja a favor da questão levantada e o outro que seja neutro sobre a questão levantada : Vamos lá? 😘😘

 

O solo e as minhocas – 6º ano

Muitos não sabem da importância de um pequeno animal que vive enterrado, construindo canais, galerias e arejando a terra. As minhocas são animais invertebrados, de corpo cilíndrico e alongado, formado por vários anéis. Muito utilizadas na pesca como iscas, elas são muito importantes para o solo, por vários motivos. Os solos com muitas minhocas são considerados muito férteis, pois tudo que se planta nele, nasce. Veja alguns motivos que explicam o motivo das minhocas deixarem o solo mais fértil:

  •  Por serem detritívoras, alimentando-se de restos orgânicos de animais e vegetais, as minhocas elimina em suas fezes restos alimentares que sofrem a ação de bactérias decompositoras. Essas bactérias agem sobre esses restos alimentares e produzem um material chamado de húmus, muito importante para o crescimento e desenvolvimento das plantas (agem como fertilizante para o solo), por conter nutrientes como fósforo, potássio e nitrogênio;
  • Ao se movimentarem embaixo da terra, as minhocas vão cavando perfeitos túneis, que favorecem a ventilação das raízes das plantas, permitindo a penetração da água das chuvas com maior facilidade, fator que colabora para a melhor absorção de água pelas raízes;

fonte: https://www.estudokids.com.br/minhocas-caracteristicas-funcao-e-importancia/

E já que ela é tão importante ajudando o solo e as plantas, vamos conhecer 10 curiosidades sobre as minhocas, Você vai gostar:

1. Elas gostam de ambientes calmos
Como já pode ter notado, não vemos minhocas na cidade, pois elas não gostam de ambientes tumultuados e com muito barulho.

2. Elas gostam de leite com açúcar
O leite ajuda as minhocas a se procriarem, sendo uma de suas comidas favoritas.

3. Elas se alimentam de restos orgânicos
Além do leite, as minhocas gostam de melancia, melão e restos de vegetais diversos que estão na natureza.

4. Elas ajudam na agricultura
Por se alimentarem de restos orgânicos, um terreno com muitas minhocas torna-se mais fértil, ajudando na agricultura.

5. Elas produzem cálcio
Além de ajudarem na adubação, elas produzem cálcio, que são depositados no solo junto com sua secreção.

6. Elas podem ter vários corações
Uma minhoca pode ter até 15 pares de corações, totalizando 30 corações. O numero mínimo é de 2 pares para garantir que haja uma boa circulação de sangue por todo o seu organismo.

7. Elas vivem em locais úmidos
As minhocas gostam de água, então se não houver umidade, dificilmente haverá uma minhoca na terra.

8. Elas são mais lentas que as formigas
Podem se locomover mais rápido do que os caracois, mas são mais lentas que as formigas.

9. Elas gostam do escuro
As minhocas não enxergam e por isso gostam de viver no escuro.

10. Existem diversas raças de minhocas
Embora pareçam todas iguais, as minhocas também se dividem em raças, sendo que a mais comum sobrevive em vasos de plantas.

Raizes para se fixar – 7º ano

Os diversos tipos de raízes encontrados na natureza resultam de mudanças adaptativas para a perpetuação da espécie da planta. As transformações ocorreram porque as raízes são responsáveis por manter a reserva de nutrientes da planta, como amido e sacarose, e além disso retirar do solo água e minerais necessários no processo da fotossíntese.

As raízes são divididas em fasciculadas, pivotantes ( ou raiz Principal), tuberosas, sugadoras (parasitas), escoras (suporte) e tabulares.

Imagem relacionada

Raízes Fasciculadas

São encontradas nas plantas monocotiledôneas. São originadas de um ponto somente e têm ramificações praticamente idênticas. São conhecidas como cabeleira.

Exemplos: cana, milho e grama

Raízes Pivotantes

Também chamadas de raízes axiais, são caracterizadas por uma raiz principal que é maior que as demais. Essa raiz principal penetra o solo. São encontradas em plantas dicotiledôneas.

Exemplos: feijão, café, ipê

Raízes Tuberosas

São raízes que tornam-se carnosas porque armazenam grande quantidade de tecido vascular. Por essa característica, apresentam polpa.

Exemplos: batata-doce, cenoura, beterraba, inhame, mandioca

Raízes Sugadoras

Esse tipo de raiz atua como uma espécie de parasita porque penetra no tronco de outra planta e retira a seiva.

Exemplos: erva passarinho e cipó-chumbo

Raízes Escoras

São raízes que têm o caule como ponto de partida. Sua estrutura se fixa no solo, o que facilita o aumento da área de absorção da planta. Podem ser encontradas em solos encharcados, como pantanais e mangues.

Exemplo: figueira.

Raízes Tabulares

São achatadas, se assemelham a tábuas. Têm como função fixar a planta no solo e são dotadas de poros para aumentar a absorção de oxigênio.

Exemplos: chichá do cerrado

Raízes Aéreas

São classificadas em lodosas e natantes. As raízes lodosas são encontradas em plantas aquáticas, no fundo de rios, lagos ou pântanos. Entre os exemplos está a vitória-régia.

Já as raízes natantes podem flutuar na água. Exemplo: aguapé

E Aí, você ficou impressionado?Você sabia que existe essa infinidade de tipos de raízes? Você saberia identificar esses tipos de raízes em seu dia-a-dia?

Agora é a sua vez, cada blogueiro deve elaborar 3 perguntas sobre esse tema (não precisa colocar a resposta junto com a pergunta, haverá outros momentos para trabalharmos esses questionamentos!), principalmente sobre as informações oferecidas pelo texto, e publique nos comentários as suas 3 perguntas: Vamos lá? 😘😘

LIBRAS- Uma linguagem visual – 8º ano

A Federação Nacional de Educação e Integração de Surdos – FENEIS define a Língua Brasileira de Sinais – Libras como a língua materna 2 dos surdos brasileiros e, como tal, poderá ser aprendida por qualquer pessoa interessada pela comunicação com esta comunidade. Como língua, está composta de todos os componentes pertinentes às línguas orais, como gramática, semântica, pragmática, sintaxe e outros elementos preenchendo, assim, os requisitos científicos para ser considerado instrumento lingüístico de poder e força. Possui todos elementos classificatórios identificáveis numa língua e demanda prática para seu aprendizado, como qualquer outra língua. (…) É uma língua viva e autônoma, reconhecida pela lingüística.

A estrutura da Língua Brasileira de Sinais é constituída de parâmetros primários e secundários que se combinam de forma seqüencial ou simultânea. Segundo Brito (1995, p. 36 – 41) os parâmetros primários são:

a) Configurações das mãos , em que as mãos tomam as diversas formas na realização de sinais. De acordo com a autora, são 46 configurações de mãos na Língua Brasileira de Sinais;

b) Ponto de articulação , que é o “espaço em frente ao corpo ou uma região do próprio corpo, onde os sinais são articulados. Esses sinais articulados no espaço são de dois tipos, os que articulam no espaço neutro diante do corpo e os que se aproximam de uma determinada região do corpo, como a cabeça, a cintura e os ombros”; (BRITO, 1995).

c) Movimento, que é um “parâmetro complexo que pode envolver uma vasta rede de formas e direções, desde os movimentos internos da mão, os movimentos do pulso, os movimentos direcionais no espaço até conjuntos de movimentos no mesmo sinal. O movimento que as mãos descrevem no espaço ou sobre o corpo pode ser em linhas retas, curvas, sinuosas ou circulares em várias direções e posições”. (BRITO, 1995)

Quanto aos parâmetros secundários tem-se:

a) Disposição das mãos , em que as “articulações dos sinais podem ser feitas apenas pela mão dominante ou pelas duas mãos. Neste último caso, as duas mãos podem se movimentar para formar o sinal, ou então, apenas a mão dominante se movimenta e a outra funciona como um ponto de articulação”; (BRITO, 1995)

b) Orientação da palma das mãos , “é a direção da palma da mão durante o sinal: voltada para cima, para baixo, para o corpo, para frente, para a esquerda ou para a direita. Pode haver mudança na orientação durante a execução do movimento”; (BRITO, 1995)

c) Região de contato , “refere-se à parte da mão que entra em contato com o corpo. Esse contato pode-se dar de maneiras diferentes: através de um toque, de um risco, de um deslizamento etc.” (BRITO, 1995)

d) Expressões faciais “muitos sinais, além dos parâmetros mencionados acima, têm como elemento diferenciador também a expressão facial e/ou corporal, traduzindo sentimentos e dando mais sentido ao enunciado e em muitos casos determina o significado do sinal” (SILVA, p. 55, 2002). Ou seja, podem expressar as diferenças entre sentenças afirmativas, interrogativas, exclamativas e negativas.

Fonte: http://www.palhoca.ifsc.edu.br/materiais/apostila-libras-basico/Apostila_Libras_Basico_IFSC-Palhoca-Bilingue.pdf

Você tinha ideia que de a LIBRAS é uma língua tão complexa quanto qualquer outra? Tinha parado pra pensar no quanto é importante para os surdos a sua divulgação? E para nós, Qual é a utilidade ou importância aprender essa nova língua?

Agora é a sua vez, cada blogueiro deve elaborar 3 perguntas sobre esse tema (não precisa colocar a resposta junto com a pergunta, haverá outros momentos para trabalharmos esses questionamentos!), principalmente sobre as informações oferecidas pelo texto, e publique nos comentários as suas 3 perguntas: Vamos lá? 😘😘

 

O pH da água – 9º ano

Os estudos médicos são claros: beber água alcalina é essencial para um bom equilíbrio da acidez do sangue. Esta água é produzida através do processo da eletrólise, onde a água é separada em água alcalina e água ácida.

A importância está no pH da água. É recomendado o consumo de água com um pH superior a 7,0, pois desta forma irá neutralizar os efeitos do consumo de alimentos ácidos, contribuindo assim para a redução dos sintomas de refluxo gastresofágico.
A verdadeira importância no consumo de água alcalina está na sua composição e nos efeitos inerentes a ela. Este alimento não contém resíduos ácidos, dai ser importante e crucial o consumo desta água quando está a fazer uma dieta intensiva, pois os ácidos que a dieta proporciona serão reduzidos através do efeito da água alcalina.
Este processo que vai desde a ingestão da água até ao funcionamento do estômago e do pâncreas faz com que o sangue se torne mais alcalino, e isso proporciona uma condição de vida mais agradável e saudável. A água alcalina é também uma fonte de cálcio, magnésio e potássio, todos eles minerais alcalinos, que o corpo tanto precisa.
Para além desta riqueza, a água alcalina tem propriedades digestivas, pois o seu consumo regular contribui para uma melhor digestão, precavendo-o de situações com gastroenterites, gastrites, úlceras, indigestão, hiperacidez gástrica, entre outros. E mais do que isso, o consumo de água alcalina pode prevenir o aparecimento de doenças graves como o cancro. Há pessoas que não reagem bem aos tratamentos das doenças, pois o pH do seu sangue está muito em baixo, por outras palavras, está com acidez corporal.
Evite beber refrigerantes e álcool, pois têm um baixo valor de pH, que ronda os 2 valores.
Outra boa notícia sobre os milagres da água alcalina é que esta remove a placa bacteriana dos dentes. Use esta água alternadamente com a pasta de dentes. Bocheche durante alguns minutos e vai sentir a diferença quando acabar a escovagem. A longo prazo, é uma boa forma de manter os seus dentes saudáveis.

fonte: http://sociedadevegan.com/ph-agua-acidez-sangue-saude/

Essa questão do pH da água é bem polêmica, á estudiosos que afirmam que o pH mais apropriado para a água de consumo é um leve pH alcalino, mas outros estudiosos afirmam que não importa o pH da água porque o nosso corpo tem mecanismos reguladores que equilibram o pH do sangue e que o pH da água não o altera. É muito confuso tudo isso, mas e você? O que você acha sobre isso? qual a sua opinião? E quanto a poluição dos lagos, mares rios e oceanos? Como fica o pH de águas poluídas ou contaminadas?

Agora é a sua vez, cada blogueiro deve elaborar 3 perguntas sobre esse tema (não precisa colocar a resposta junto com a pergunta, haverá outros momentos para trabalharmos esses questionamentos!), principalmente sobre as informações oferecidas pelo texto, e publique nos comentários as suas 3 perguntas: Vamos lá? 😘😘