Orientação – Texto Dissertativo-Argumentativo

Dissertar é falar sobre determinado assunto

Argumentar é defender uma tese (opinião) com base em argumentos.

Características do texto dissertativo-argumentativo.

– Os verbos são usados na 3ª pessoa (é, têm sido cometidos, levaram, etc.);

– A linguagem é formal, ou seja, não se usam gírias nem expressões típicas da língua oral;

– As palavras são usadas em seu sentido denotativo (o que aparece no dicionário);

– Utiliza-se linguagem impessoal, ou seja, não se empregam expressões como eu acho ou na minha opinião, pois já se subentende que o autor está expondo seu ponto de vista, portanto explicitar isso seria repetitivo.

TEMA é o assunto sobre o qual você irá falar.

TESE é o ponto de vista (opinião) que será defendido ao longo de sua composição. ARGUMENTOS são os motivos (porquês) pelos quais se defende determinada opinião. São utilizados para embasar (fortalecer) um ponto de vista (posicionamento).

Orientações para iniciar a produção do texto:

1º. Tema -Selecione o assunto que será abordado na redação e escolha o seu posicionamento: a favor ou contra? Em seguida, elabore uma frase que contenha o assunto e sua posição (tese) a respeito dele.

2º. Após a escolha do tema/tese (assunto e posicionamento), pense em duas ou três razões, motivos (porquês) para o seu posicionamento.

Estrutura do texto dissertativo-argumentativo.:

Introdução – Escreva primeiramente a frase, contendo o assunto e seu posicionamento, e, em seguida, ligue-a aos dois ou três argumentos (razões). Estará formado o primeiro parágrafo do texto.

Desenvolvimento – No segundo parágrafo, detalhe o primeiro argumento. No terceiro parágrafo, desenvolva o segundo argumento. Se houver um terceiro argumento, detalhe-o no quarto parágrafo.

Conclusão – Agora, no último parágrafo, reafirme o tema com outras palavras e apresente possíveis soluções para o problema.

Fonte: CASTRO, Jane. Sistema Equipe de Ensino: Atividades de Redação.

Projeto Parábolas – CATS 2019

Sabe-se que a compreensão e proficiência na leitura evoluem ao logo da vida e relacionam-se com a compreensão de diversas informações obtidas por meio de outros sistemas de comunicação além da escrita. A este respeito, examinaremos as características em suas particularidades da “Parábola”, narrativa que se utiliza de situações e pessoas para comparar a ficção com a realidade e através dessa comparação transmitir uma lição de sabedoria (moral da história), a fim de mostrar diferentes efeitos de sentido, produzidos pela combinação de elementos reais, simbólicos e metafóricos.

Conheça mais. Clique aqui.