Seja bem-vindo

Seja bem-vindo ao blog de física e matemática do Prof. Anthony. Sinta-se a vontade para comentar, compartilhar e aprender bastante nesse recurso virtual! Fique à vontade, esse blog é feito especialmente para você!

7 comentários sobre “Seja bem-vindo

  1. NEUTRO
    1. Depende de como será a resposta da natureza em relação as ações do homem.
    2. Pode ser que o uso de recursos naturais agridam ou não a natureza, pois ela sempre se renova.
    A FAVOR
    1. Podemos ter uma ótima qualidade de vida sem ter que destruir recursos da natureza, o que destrói o meio ambiente, o lugar em que vivemos.
    2. Não, pois com a melhora e aumento de transporte coletivo, menos transportes individuais, menos queima de gás carbônico, pode-se obter uma boa qualidade de vida, e a preservação do ambiente.
    CONTRA
    1. Sim, é obvio que a natureza nos proporciona recursos ilimitados para podermos usar como matéria-prima.
    2. Sim, pois a sociedade capitalista que temos hoje em dia, não é capaz de abrir mão de suas individualidades para preservar a natureza.

  2. 1 – sim, pois o aquecimento global está proporcionando a promoção dos agrocombustíveis, o que ajuda muito nas campanhas de responsabilidade social de bancos e transnacionais.
    2 – sim, pois para a preservação ambiental precisa de muito investimento e não gera muito lucro, o que afetaria a economia, afetando assim, a qualidade de vida.

    1 – não, pois a preservação ambiental é um meio de lutar contra o estilo de vida consumista das pessoas no sistema capitalista que a população vive atualmente.
    2 – não, pois, por exemplo se o uso de automóveis particulares fosse menor, além de estimular as pessoas a caminhar ou pedalar (que faz bem para a saúde), o índice de aquecimento também não seria tão alto.

    1 – tanto faz, pois, mesmo com a preservação ambiental, o planeta já está degradado e não da para recuperar o que já perdemos (por exemplo a camada de ozônio).
    2 – a mudança ou não para a preservação ambiental, não afetará em nada a qualidade de vida da população, pois as pessoas podem optar pelo estilo de vida que elas desejam possuir.

  3. Argumentos a favor:
    1- A qualidade de vida é incompatível com a preservação ambiental, pois para o homem contemporâneo, o mundo gira em torno da posição social dele, e o principal influenciador direto dessa questão é o dinheiro. Entretanto, o dinheiro é promovido pelo mercado, pela tecnologia e pelas indústria. E todas essas formas de produção vêm degenerando o meio ambiente e a natureza nos últimos anos. Infelizmente, não há mais como mudar isso por completo, uma vez que a humanidade já está afundada nessa perseguição pela evolução das tão almejadas selvas de concreto. O homem acredita que ele consegue sobreviver sem o verde.

    2- O conforto é um dos principais requisitos para a qualidade de vida, e o homem só consegue se sentir confortável quando ele está sozinho ou com conhecidos, ou seja, nada público é bom para o homem. Por conta disso, a individualização de transportes, de moradias, de banheiros, entre outras necessidades para a sobrevivência, acabam tendo que se expandir, já que a humanidade só está aumentando cada vez mais. Se tudo que foi cotado anteriormente tiver que crescer paralelamente à humanidade, isso vai gerar numa ocupação total do Planeta Terra, tendo, então, que extinguir as áreas verdes do nosso planeta para que todos se sintam confortáveis com suas individualizações sem sentido e desnecessárias.

    Argumentos contra:
    1- De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), Qualidade de Vida é “a percepção do indivíduo de sua posição na vida no contexto da cultura e sistema de valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”. Ou seja, a qualidade de vida é subjetiva de acordo com a cultura em que o indivíduo se encontra. Sem contar que qualidade de vida está ligada mais ao bem-estar físico, psicológico, relações sociais, o ambiente, o nível de independência e as crenças pessoais ou religiosidade. Isso implica que a Qualidade de vida tem mais a ver com o indivíduo em si do que com a natureza. Essa afirmação de que a qualidade de vida é incompatível com a preservação da natureza é totalmente errônea, porque a Qualidade de Vida tem uma relação mínima com a natureza.

    2- Se a qualidade de vida está sendo considerada como um aspecto de ambiente, que inclui a segurança física e proteção, o ambiente no lar, os recursos financeiros, a disponibilidade e qualidade dos serviços de saúde, o transporte, a oportunidade de lazer e aspectos do ambiente físico, como ruído, poluição, trânsito e clima. Então, ela não é incompatível com a preservação da natureza, já que existem milhares de projetos que não agridem a natureza e promovem essa qualidade de vida que todos desejam. Um exemplo disso é o teto verde, onde plantas são colocadas nos telhados da casa, o que é incrivelmente benéfico para a natureza e não causa nenhum incômodo para o homem. A única coisa que falta é o interesse do homem por isso, mas essa não é uma questão a ser discutida no momento, porque o tema é outro.

    Argumentos neutros:
    1- Eu acho que todo mundo tem que viver do jeito que quiser, a tecnologia ta aí pra resolver os problemas que têm no mundo. Já estão criando jardins artificiais que funcionam do mesmo jeito que os naturais, se não precisar de arrumar nada nesse mundo, então deixa tudo jeito que está e vamos continuar curtindo a vida. Uma última frase pra concluir meu peneamento: você pode viver tranquilo que o mundo não vão acabar só porque você tá usando um automóvel individual.

    2- Existem assuntos muito mais importantes que esse. Por exemplo a feminicídio e como o governo quer calar os professores com a Lei Escola Sem Partido. Esses facistas liberais só querem acabar com a nossa liberdade de expressão, eles são machistas, homofóbicos, conservadores e nazistas. Só que já diz aquele ditado: “Conversa com facista é na ponta do fuzil”.

  4. Qualidade de vida é incompatível com a preservação do meio ambiente?

    CONTRA–
    1. Certamente não, o meio ambiente apenas nos beneficia. Ele oferece a nós condições essências para nossa existência e qualidade de vida, como por exemplo a água e o ar puro, sem eles morremos. Podemos também entender como qualidade de vida a vida de veganos por exemplo, eles vivem apenas daquilo que o meio ambiente nos da, e esse estilo de vida gera para eles mais anos de vida e disposição.
    2. Não, pois sem o meio ambiente estar preservado gera cada vez mais doenças para nós, quando matamos e destruímos ele, estamos na verdade dando um tiro na nossa própria face. A luta para a preservação é a luta para nos salvarmos.

    A FAVOR–
    1. Sim, visto que não vivemos mais nos primeiros séculos, somos acostumados com a indústria e não nos importamos se prejudica o meio ambiente. Se tudo voltasse a ser como era nos primeiros anos, seríamos infelizes, já nos acostumamos com esse estilo de vida prático.
    2. Sim, pois qualidade de vida nos dias de hoje nos remete a pensar nas grandes tecnológicas de última geração, e em tudo que é pratico. E para se ter isso, a não preservação do meio ambiente ocorre.

    IMPARCIAL–
    1. Caso os seres humanos forem extintos, a natureza se recompõe. Sendo assim discutir esse assunto é em vão.
    2. Seres humanos são mortais, se preservarmos ou não no final morreremos de qualquer maneira. E quando morrermos o fato de preservar ou não, não significará nada.

  5. Argumentos à favor: Sim, uma vez que o ser humano sempre tem à frente de sim uma escolha: Melhorar a qualidade de vida e facilitar o dia a dia, ou preservar o ambiente, ou não ter mais qualidade de vida e preservar o ambiente protegendo os animais, a flora e todos os outros recursos naturais. Esta é uma questão inconciliável onde não é possível a manutenção dos dois.
    Sim, uma vez que a qualidade de vida depende diretamente da modificação (degradação) do ambiente em que vive, testando remédios em animais, desmatando áreas para construir moradias e etc.
    Argumentos neutros: Pode ser, como também é possível que não; tudo isto dependerá da forma com que os avanços para a qualidade de vida são empregados, se a empresa respeita as leis ambientais impostas pelo governo, cuida para evitar os impactos ecológicos, então é compatível, mas se a mesma não respeita as leis e códigos ambientais, então será incompatível.
    Isto depende da ação pessoal, se ao desmatar alguma área, a pessoa plantar novamente no lugar, então seria compatível, mas ao mesmo tempo em que existem pessoas que fazem isto, existem aquelas que não o fazem, e são essas ações pessoais que vão tornar a Qualidade de vida compatível ou não com a preservação ambiental.
    Argumentos contra:
    Não, uma vez que existem diversas leis para proteção ambiental, seja em respeito à fauna, à flora ou até mesmo aos recursos naturais, isso transforma o desenvolvimento inconsequente em um desenvolvimento sustentável.
    Não, pois o meio ambiente oferece diversos recursos naturais que podem ser explorados de maneira respeitosa e que dessa forma não irão agredir o meio ambiente e podem oferecer um desenvolvimento satisfatório por meio de mecanismos suficientemente eficientes.

  6. Gases tóxicos emitidos pela queima de combustíveis fósseis são um problema tendo em vista que o número de carros só aumenta o que aumenta a produção de gases tóxicos, doenças e aumento de transito o que gera stress e mais doenças.
    O transporte público ainda é pouco valorizado devido ao pouco investimento por parte do governo para melhorias no transporte e números de carros circulando e ainda mais carros com biocombustíveis que gera insatisfação nos passageiros e cria a necessidade de ter um carro individual.
    Para alterar a emissão de gases poluentes seria necessário alterar a sociedade, seus hábitos, culturas consumistas e o capitalismo, o que gera uma grande dificuldade já que todos somos seres pensantes com diferentes hábitos sociais e povos com diferentes historias, o processo de mutação seria vagaroso e demorado e ainda pouco efetivo.

  7. Argumentos à favor: Sim, pois a qualidade de vida depende diretamente do desenvolvimento tecnológico e nas ferramentas que ele traz, porém, para que o mesmo seja eficiente, é necessário que o ser humano desconsidere os impactos que ele causará no ambiente e nos seres vivos ao seu redor.
    Sim, pois é necessário que o ser humano descarte os impactos ambientais para que o mesmo alcance a qualidade de vida ideal, por exemplo, no campo de remédios, o ser humano deve ignorar os seres que são utilizados em testes para que possa desenvolver os remédios que atuem corretamente e não causem nenhum dano colateral nos humanos.
    Argumentos neutros: A Qualidade de vida independe do ambiente sendo preservado ou não. O ser humano pode construir moradias e replantar as árvores desmatadas em outros lugares, ou simplesmente não replantar nada, isto não mudará o fato de que as moradias forma construídas e as pessoas terão uma melhor qualidade de vida.
    É relativo, isto vai depender da ação pessoal e individual, pois alguns conciliam o desenvolvimento com a sustentabilidade, outros não têm este objetivo de preservar o ambiente, pois consideram isso, um fato irrelevante.
    Argumentos contra:
    Não, pois a qualidade de vida só pode ser garantida e mantida a longo prazo, se houver a preservação ambiental, por exemplo, se o desmatamento for desenfreado e não houver o processo de reflorestamento, em algum momento a poluição do ar irá atingir um nível tão alto que a respiração será dificultada e as doenças respiratórias irão se difundir, piorando a qualidade de vida.
    Não, pois o desenvolvimento deve ser empregado de forma sustentável, para que no futuro, o desenvolvimento continue a acontecer, pois se não houver a preservação ambiental, não existirá um futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *